Me curar de mim para ser uma grande lider!

10:45

Olá,
Estou fazendo um curso livre de liderança, enquanto não começa o de maquiagem, e confesso que estou amando.

Bom, queria que vocês fossem mosquitinhos e entrassem na sala comigo para depois comentar as minhas percepções, é sensacional.

Entrei na sala, e todos estavam quietos, os que se achavam semelhantes, sentaram juntos e logo fizeram grupinhos, para se sentir mais forte, os mais acanhados, sentaram distante ou nos cantinhos da sala, e todos quietos, observando uns aos outros, talvez observando a forma de vestir da pessoa ao lado ou tentando imaginar... de onde esta pessoa veio ou para onde ela vai depois?

Bom, não sei se todos fazem isso, mas eu fico imaginando mil coisas, minha mãe dizia que isso era ficar reparando nas pessoas, mas não fico apenas reparando, chego muitas vezes a fazer analises profundas, só de olhar.

Eu analiso a forma em que as pessoas se sentam, como elas andam, ou falam, o tom de voz, como se comporta em grupo, ou como fica diante de um questionamento, É UM SUPER exercício, e gostaria que alguém fizesse esta analise de mim!

Sei que, após a apresentação da professora/orientadora, cada um se apresentou, quem queria levantar levantou e quem não queria, fez como sentiu vontade, acontece que levantar ou não, não fez a diferença, mas quando todos falaram, a sala tomou forma e fez muito sentindo para mim o que cada um procura no curso, foi para mim como ligar uma luz!

Pessoal, sério, não sou psicóloga, não sou perfeita e também não fico julgando, longe disso, na verdade olho cada ser humano com a sua singularidade e vejo que o HOJE  de cada pessoa é um conjunto do ontem e do que ela ainda quer viver.

O HOJE  de cada um dos alunos, fez com que eles se apresentassem, arredios, inseguros, imaturos e hora na defensiva,  ou valentes, inteligentes, maduros e sábios, me fez ver claramente que os que não tiveram sucesso, não foi apenas por ironia do destino, foi pura e simplesmente porque o maior inimigo desta pessoa É ELA MESMA!

Não sei se vi tanta gente de tantas formas nesta sala pois é um curso livre de liderança, ou se é porque cada dia que se passa vejo mais o mundo como ele é, nem certo nem errado, apenas a junção de muitos ontens e do que ainda há por vir.

Vi a insegurança da professora em alguns momentos, diante de tantos leões, vi o julgamento dos colegas quando todos perceberam que a postura de alguns não condizia com  liderança, vi também pessoas com tanto potencial que me deu ânsia de saber um pouco sobre cada um, e sei que após estas 20 horas de curso seremos melhores.

Adimitir que somos lideres é fácil, mas o que todos devemos fazer é admitir os nossos próprios erros (e EU me incluo nesta) Porque reconhecer e olhar também para mim mesma, esta tarefa sim é uma tarefa que ao meu ver é mais árdua.

Pensando nisso ouvi uma música linda estes dias, pois um amigo cantou e tocou lindamente, e ela ficou guardada em meu inconsciente, hoje falando sobre este assunto "De se conhecer mais e ser o próximo líder quem sabe a próxima presidente" #PORQUENÃO?, achei prudente falar sobre esta bela canção, vou colocar a letra e se você quiser, o link do clip para escutar. A música  é linda e é uma bela reflexão.




Sou a maldade em crise

Tendo que reconhecer

As fraquezas de um lado
Que nem todo mundo vê



Fiz em mim uma faxina e

Encontrei no meu umbigo
O meu próprio inimigo
Que adoece na rotina



Eu quero me curar de mim

Quero me curar de mim
Quero me curar de mim (refrão)



O ser humano é esquisito

Armadilha de si mesmo
Fala de amor bonito
E aponta o erro alheio



Vim ao mundo em um só corpo

Esse de um metro e sessenta
Devo a ele estar atenta
Não posso mudar o outro



Vou pequena e pianinho

Fazer minhas orações
Eu me rendo da vaidade
Que destrói as relações



Pra me encher do que importa

Preciso me esvaziar
Minhas feras encarar
Me reconhecer hipócrita



Sou má, sou mentirosa

Vaidosa e invejosa
Sou mesquinha, grão de areia
Boba e preconceituosa



Sou carente, amostrada

Dou sorrisos, sou corrupta
Malandra, fofoqueira
Moralista, interesseira



E dói, dói, dói me expor assim

Dói, dói, dói, despir-se assim


Mas se eu não tiver coragem

Pra enfrentar os meus defeitos
De que forma, de que jeito
Eu vou me curar de mim?



Se é que essa cura há de existir

Não sei. só sei que a busco em mim
Só sei que a busco


A Publicação de hoje, é algo bem pessoal, mas queria estimular todos a fazerem esta análise todos os dias e a olharem para si e para as pessoas que estão ao seu redor - Olhar e ver!  Sem julgamentos, apenas pense, Que caminho foi percorrido, para hoje chegar ate aqui....

Sempre dou dica de maquiagem, blush e tudo mais... mas hoje deixo uma dica de filme, um filme diferente que vai te fazer refletir: que é o Entre Abelhas do Fábio Porchat, e fala de algo parecido, simplesmente ele para de ver as pessoas, mas na verdade ele nunca olhou para ninguém. Assistam, depois me contem o que acharam!






Beijos e se olhem no espelho ao passar Blush, Se OLHEM MESMO!

Thamires

You Might Also Like

3 comentários

Posts Populares

Redes Sociais

Postagem em destaque

As Top das Tops - Séries da Netflix

Quem inventou o amor...me diga por favor?  Quem inventou a Netflix...me diga por favoooooooooooooooor? Alias nem precisa, contato que e...